Quem sou eu?

Essa pergunta normalmente surge quando algumas situações em nossa vida não acontecem como esperávamos, quando não sentimos “encaixados” em determinados contextos. A construção do nosso EU é influenciada por diversos fatores; genéticos, ambientais, sociais físicos e psicológicos. A partir desses fatores, mais as experiências negativas e positivas é o que regem nossos comportamentos, e o que nos torna únicos.

Nosso primeiro contato social é familiar, posteriormente escolar e abrange conforme o desenvolvimento da vida.  No período da adolescência a construção da identidade se acentua, nesse momento deixamos de ser criança, mas ainda não somos adultos. A busca de “quem sou eu” é muito importante para encontrar a liberdade subjetiva, se desligando aos poucos da dependência dos pais e entendendo quais são as próprias opiniões. A partir daí, é possível identificar os gostos pelo que vestir, comer, decidir, etc.

O processo da construção subjetiva inicia no nascimento e prossegue ao longo da vida. Pois, no decorrer do desenvolvimento da vida, passamos por acontecimentos bons e ruins, o que nos faz repensar opiniões, dar um novo significado às situações e ideias. Somos seres constituídos por meio da nossa identidade, sendo essencial para saber o que queremos, para onde vamos e o que vamos fazer, trazendo o sentimento de estarmos bem conosco, aceitando nossas qualidades e defeitos.

Por saber que somos singulares e insubstituíveis, podemos enfrentar as situações sem medo, mostrando nosso verdadeiro EU, com toda complexidade e beleza!


Adelita Fátima de Almeida
Psicóloga Clínica
(11) 9 8289 4459
Palavra-chave:quem sou eu, adelita, psicolife, consultorio de psicologia, sao bernardo do campo